Eu fico pensando e vejo o mundo tão sério e pessoas com tanto “mi mi mi” e me pergunto realmente, onde vamos parar?

Concordo sim, temos que ter seriedade com as cosias. Mas será que uma brincadeira, que virou propaganda vai mesmo “desensinar” crianças?

Atualizando as redes sociais, me deparei com uma matéria dizendo que 15 “consumidores” entraram com uma ação contra o banco Itaú, alegando que a propaganda “digitau” possa induzir as crianças a escreverem errado.

Será que isto é mesmo necessário? Afinal tanto os pais quanto a escola estão aí exatamente para ajudar na formação de crianças cada dia mais inteligentes.

O Itaú se defendeu escrevendo para o jornal À Folha – “ Nos materiais da campanha reforçamos que digital é com “l” – a forma correta – e que digital com “u” é a penas um jeito bem-humorado e publicitário de apresentar o novo apelido do Itaú para sua atuação no mundo digital”.

O CONAR – Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária vai julgar o caso em março.

Usando o bom senso, acredito que não vai ser uma brincadeira que irá levar milhares de crianças a escrever errado e perder os ensinamentos de uma vida.

Abaixo o vídeo da campanha.